21 outubro 2006

Alunos lançam fanzine em oficina

O Curso de Comunicação Social do Bom Jesus/IELUSC realizou a Semana Acadêmica com tema "Comunicação, Poder e Cidadania". Tivemos convidados tarimbadíssimos como o prof. Dr. Venício de Lima (pesquisador sênior do Nemp-UNB) e jovens promessas como o prof. Dr. Fabrício Silveira (Unisinos). E as pratas da casa deram o maior show tratando de jornalismo literário.

Hoje, sábado, fizemos uma experiência na Oficina de Fanzine (parte da programação da Semana) de criar uma nova publicação: Barca Colon. Trata-se de um fanzine cultural libertário-crítico-viajão-engajado e tantas outras coisas mais que tem a pretensão de comentar coisas da cultura e do cotidiano joinvilense. E mais: ser o espaço das manifestações livres dos participantes sobre quase tudo. O número zero nasceu a fórceps, mas a gente vai aprendendo-fazendo o bicho.

Barca Colon é inspirado no mito da "Arca de Noé" joinvilense que atracou por aqui cheia de imigrantes que sofreram diabos para tornar esse lugar habitável e fizeram de tudo (coisas nobres e menos nobres). Como diz Eric Hobsbawn nós inventamos nossas próprias tradições e taí Joinville para confirmar um bocado delas.

No primeiro número, sob a batuta das viagens gráficas de Paulo Horn, Dieny Laurindo viajou na maionese escrevendo em internautês sobre a aventura de chegar na "facul" às 9h de sábado para a tal oficina de fanzines. Alexandre Perguer debulhou uma crítica à restrição de conteúdos mal projetada do nosso instituto que trava a possibilidade de ouvir podcasts, webrádio e vídeos jornalísticos ou alternativos. "Afinal, não seremos responsáveis por mostrar para a sociedade esses mesmos conteúdos que nos proíbem de ter acesso?", pergunta Alexandre.

Carol Wanzuita fala do IV Projeto Musicando em Joinville: "Os gatos". Rafaela Mazzaro comenta a aventura que a turma de Jornalismo 2 vai encarar: a XXVII Bienal Internacional de São Paulo. Hélio de Souza deu umas bandas pela rua e trouxe ao Barca Colon O Halloween Rock Festival. Evento marcado para hoje (21/10), no Garage Show, Rua dos Esportistas, 140, bairro Itinga.

Janine Bastos se aventurou sobre a morte na sessão de contos. "Se arrastando no chão, tampou os ouvidos, pois não queria ouvir os gemidos e gritos de dor". Eva Croll, que tem nome de detetive de filme noir, viajou num conto intimista: "Os lábios úmidos que haviam tocado os meus há cinco minutos atrás...". Ficou excitado? Procure a versão impressa do fanzine (risos). E ainda temos um grafismo do Paulo Horn na página quatro. Estou com ela nas mãos, olhei, olhei, voltei a olhar, mas ainda não entendi... Deve ser uma dessas obras-primas de vanguarda! Confira!

Vocês acreditam que esse povo ficou comigo no laboratório até 13h30, esperando o fanzine sair do forno, quentinho. Mas o interessante é que decidimos dar continuidade a essa viagem da Barca Colon, por mares nunca d'antes navegados. Aguardem novidades! Em breve, também em blog! [Juciano Lacerda]

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home